quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Marina - Carlos Ruiz Zafón


Título original: Marina
Autor: Carlos Ruiz Zafón
Tradução: Eliana Aguiar
Editora Objetiva Ltda
Publicado em 2011
189 páginas

Não era nada do que eu estava esperando, na verdade nem sei o que eu esperava, só comprei este livro por causa da capa. Mas acabei gostando. É bem fantasioso, e isso é o interessante do livro, pois nele há duas histórias, uma que é bem surreal - que parece ser inventada pelos personagem Marina e Óscar - e uma que pode ser realidade - também vivida pelos personagens principais. 

A princípio eu não gostei muito do livro, mas quando eu pensava que o livro estava acabando o autor deu uma reviravolta que me conquistou até a última frase. Para quem gosta de um pouquinho de suspense esse é um bom livro, e pra quem gosta de um pouquinho de drama, ele é ótimo.

Óscar vivia num internato, e em uma de suas aventuras fora dele, acabou conhecendo Marina e seu pai, Germán. Marina leva os Óscar a um cemitério para seguir uma senhora que sempre coloca flores em um túmulo que não tem identificação. A partir daí os dois passam a viver uma aventura fora da realidade. Mas ao mesmo tempo a amizade inesperada começa a aumentar e uma linda história seguirá paralela a aventura dos dois.

É um livro pequeno, e envolvente. Eu o li em dois dias, e quando fechei o livro fiquei com gostinho de quero mais. Pois acabei ficando com a mesma dúvida do personagem (Óscar), até que ponto, tudo que se passou com os dois, era realidade. Como ele mesmo diz "Às vezes duvido da minha memória e me pergunto se serei capaz de recordar o que nunca aconteceu"

Nenhum comentário:

Postar um comentário