sexta-feira, 26 de julho de 2013

Preciosa - Sapphire

Título Original: Push
Autor: Sapphire 
Tradução: Alves Calado
Editora Record
4º Edição - 2013
192 Páginas

“A jornada mais longa começa com um único passo” (pág. 61)

Eu nem sabia que existia esse livro, eu o descobri em mais um Livro Viajante. Eu assisti ao filme e me apaixonei, é um filme incrível e chocante. E quando peguei o livro, não imaginei que seria ainda mais chocante.

No livro, assim como no filme, Claireece conta sua história começando com 16 anos, grávida do segundo filho, na nona série da Escola 146 sem saber ler e nem escrever. Como o livro é narrado por uma pessoa que não sabe ler e nem escrever, se prepare, a linguagem é terrível. A autora escreve o livro da mesma maneira que Claireece fala, então esteja preparado para “a gente fazemos” e etc. É horrível ler assim, mas se você entrar no personagem vai conseguir ler tranquilamente.

Claireece é expulsa da escola por não conseguir evoluir como os outros alunos, pois com duas gravidezes e os abusos dos pais ela não conseguia aprender. A diretora encaminha Claireece para a escola Cada Um Ensina a Um, com um método de alfabetizado diferente. Lá ela conhece a professora Rain, uma jovem que tenta de todas as formas ajudar Claireece. 

A Srta. Rain manda suas alunas escreverem um diário, e através dele que Claireece consegue dividir os seus problemas com a professora. Claireece nunca teve uma amiga, nunca pode pedir ajuda a mãe ou a nenhum parente.

Claireece foi abusada desde criança pelo seu pai e por sua mãe. Mary, mãe de Claireece permitia que Carl, seu amante e pai de Claireece, abusasse da filha, e ainda culpava a menina por isso. Em vários momentos eu ficava revoltada com Mary, ainda mais que no filme. Não podia acreditar em tudo que Claireece passou (e o pior disso tudo, é saber que isso realmente acontece). Claireece sofria os estupros seguidos de seu pai, que ainda por cima geraram duas crianças, Monguinha a primeira filha que tinha Sindrome de Down e Abdul, um menino perfeito.

Claireece não via esperanças em sua vida, não tinha dinheiro, não tinha ninguém. Mas depois que conheceu o Cada Um Ensina Um sua vida mudou. 

Esse livro é uma história envolvente, revoltante e impressionante. Os abusos de Claireece não a tornaram uma pessoa má, mas sim uma mãe zelosa que só queria o melhor para os seus filhos. E uma mulher que nunca perde as esperanças.

Adaptação Para o Cinema

O filme é bem fiel ao livro, embora, por ser uma adaptação, tenha algumas alterações. Achei algumas partes do livro muito mais chocantes que o filme. Mas pra quem já viu o filme, recomendo que corra e vá ler o livro. A produção do filme ficou a cargo de Lee Daniels e Oprah Winfrey. Ganhou, em 2010, o Oscar de Melhor Filme Adaptado e Melhor Atriz Coadjuvante Mo'Nique – Mary, mãe de Claireece).



4 comentários:

  1. Olá :D
    Dei uma passadinha para avisar que te marquei em um selo no meu blog!
    http://vidadeadolescentedamy.blogspot.com.br/2013/07/1-selo-versatile-blogger-award.html
    Beijos ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Dâmaris,
      Já estou preparando a postagem do selo.

      Bjkss

      Excluir
  2. Oi Stephanie. Não tinha a menor ideia de que o filme fora baseado nesse livro. Tive curiosidade de vê-lo mas depois fiquei com receio já meio que sabendo o que iria encontrar. Deve ser uma leitura bem rápido pelo livro ser curto. Gostei de saber, mas darei um tempo antes de começar a leitura. Um abraço!

    De Frente com os Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clóvis, leia.
      É muito bom, mas revoltante.
      Mas é tão incrível a estória dela que faz valer a pena.

      Bjkss
      Seguindo

      Excluir