quinta-feira, 14 de agosto de 2014

A prova é a testemunha - Ilana Casoy


Autora: Ilana Casoy
Editora: Larousse do Brasil
Número de Páginas: 240
ISBN: 9788576357674
Ano: 2010
Nota: 5/5

"Uma única Anne Frank nos emociona mais do que milhares de outros que sofreram tanto quanto ela, mas cujos rostos permaneceram na sombra. Talvez seja melhor desta forma, pois, se tivéssemos que absorver o sofrimento de todas essas pessoas, seria impossível continuarmos a viver." Primo Levi

       Ao ler a última página deste livro a única coisa que pensei foi: "Nunca saberemos o que realmente aconteceu". Infelizmente, essa é a realidade de muitos casos, o que realmente aconteceu? Porque aconteceu? Será que estamos fazendo justiça? 

      Este livro é um relato do julgamento de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, pai e madrasta de Isabella Nardoni, acusados de assassiná-la em 29 de maio de 2008. 

         Esse julgamento foi feito a portas fechadas, com participação de poucas pessoas e revesamento de jornalistas, o que dificultava a divulgação do desenrolar dos fatos que ocorriam no tribunal, mas Ilana Casoy participou de todo o julgamento e escreveu este livro.

         Li em algumas resenhas que Ilana foi bastante parcial neste livro, mostrando ao decorrer do livro que ela acreditava que o casal realmente assassinou a menina. Pra mim, ela foi muito descritiva, todas as reações das pessoas que estavam no tribunas, réus, juiz, jurados, testemunhas, advogados e até descreveu as reações de algumas pessoas que estavam assistindo. o caso é extremamente triste, o que leva duas pessoas a cometerem um crime desta magnitude? É muito difícil ser imparcial neste momento.

         A defesa tenta levantar dúvidas, pois somente elas salvariam o casal Nardoni, mas como diz o nome do livro: A prova é a testemunha, e todas as provas indicavam que eles eram culpados.

         Eu fiquei muito comovida, em algumas partes eu tive que parar de ler, simplesmente não podia acreditar no que estava acontecendo com a Isabela. Gostei muito do livro e não vej a hora de ler mais algum da autora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário