sábado, 24 de janeiro de 2015

Dolci di amor - Sarah-Kate Lynch

Título Original: Dolci di Love
Autora: Sarah-Kate Lynch
Editora: Record
Páginas: 351
ISBN: 978-85-01-09639-5
Ano: 2011
Nota: 4/5

          Entrei no livro viajante deste livro por causa do título: Dolci. Eu amo italiano e, já fui me interessando por ser ambientado na bella Toscana.



          Lily Tuner descobre que seu marido tem uma segunda família na Itália e, depois de um pileque, compra passagens para a Toscana com o objetivo de confrontar Daniel. E é quando ela chega em Montevedova que ela vai descobrir que a vida prega peças que ninguém pode controlar.

      Sinceramente, não consegui me simpatizar com a protagonista. Ela tem problemas para engravidar e acabou se vitimizando com esse problemas, afastando todas as pessoas que a amavam. Em alguns momentos eu queria dar na cara dela (na violência mesmo kkkk). E tenho certeza que se não fossem Violetta, Luciana e o clube das Cerzideiras, que na verdade são viúvas que gostam de curar calzini rotti (um trocadilho com as meias das cerzideiras, "meia furada" - mas que seria um coração partido), o livro seria bem chatinho.

          As velhinhas eram a graça do livro, me divertia com os encontros briguentos das velhinhas italiana, e já ia imaginando todo aquele diálogo ao puro estilo italiano de ser. Fiorella foi a minha favorita, mesmo tendo um marido terrível, ela entendia qual era o verdadeiro sentindo do amor.

          Alessandro, o bom samaritano que tentou ajudar Lily, também me surpreendeu. Imaginei que ele seria um homem totalmente diferente. E acabou protagonizando uma cena hilária com a Lily.

          Eu comecei me arrastando, mas terminei num sopro. Sarah conseguiu me surpreender e não poderia pedir um final diferente. Amei cada desfecho.

          Recomendo, com toda certeza.

          Montevedova foi baseado na cidade de Montepulciano (aquela onde foi filmada a cena de Lua Nova)

E os famosos cantucci


Este livro faz parte do Desafio Literário 2015. 
Tema: Novinho em folha. Último livro que ganhou, comprou ou pediu emprestado.

3 comentários:

  1. Tbe pensei como vc, as cerzideiras dão um show!
    E o final me surpreendeu tbe
    Adorei sua resenha, querida!
    Bjks mil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tinha que ter um livro só para elas. Imagina, saber a história de vida dessas viúvas, deve ser muito divertido.
      Obrigada.
      Agora estou curiosa e procurando receitas de Cantucci. rsrsrs
      Bjks

      Excluir
  2. Tbe acho! Seria o máximo!!
    Imagina, querida. É um prazer tê-las nas minhas viagens.
    Hummmm, se achar me passa, tbe fiquei aguada
    Bjks mil

    ResponderExcluir