quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Despedida de Solteira (Amande) - Mila Wander

Despedida de Solteira - Amande
Autora: Mila Wander
Editora: Literata
Ano: 2013
Páginas: 420
Nota: 3/5

          Esse é um daqueles pra relaxar, não se preocupar com detalhes e se deixar levar na leitura.

          Seis amigas partem para um casa de praia para a despedida de solteira de uma delas. Amande, prestes a casar com seu primeiro namorado, aceita o presente de sua amiga, Jéssica, um final de semana de despedida de solteira em uma casa de praia sem preocupações e fotografias. 

          Elas chegam na casa e são recebidas por uma equipe masculina que as tratam como rainhas. Comidas, bebidas, danças, massagens e sedução, sim, muita sedução. Amande que sempre foi a mais organizada, a NERD, a racional, tenta não ser influenciada pelos meninos, mas ela não consegue resistir aos encantos de Caleb, a sim, Caleb, o homem perfeito (depois de conhecer mais o Caleb, eu acebei pensando nele como a lista ambulante de Abby, personagem de A verdade nua e crua).

          Caleb é um dos rapazes que serão os "escravos" das meninas durante o final de semana e Amande o escolhe para ser seu próprio escravo. Caleb começa a questionar quais são os reais desejos de Amande, e ela não consegue expressar o que deseja e sim o que raciocina. Mas a racionalidade fará ela feliz ou, será a sentimentalidade?

          Depois de conhecer mais dos protagonistas, eu só consegui pensar nessas duas músicas. Elas caem perfeitamente para cada um.

Amande


Caleb

          Amande não sabia o que era uma relação sexual de verdade. A única coisa que ela tinha com João, seu noivo, eram a saciação do desejo carnal dele. Então, ela não gostava do ato, pra ela tinha que ter hora pra acabar, orgasmo era história da carochinha, que ela fingia. Resumindo: ela tinha uma vida sexual de merda. E como uma pessoa resolve se casar tendo uma relação assim? Conforto, Amande se acostumou a normalidade que a relação de 9 anos gerou, e João aturava a sua mania de organização e sua chatice sem limites.

          Mas quem diria que um garoto de programa iria virar a vida dela de cabeça pra baixo. Amande descobriu que sexo é maravilhoso e que não tem hora pra acabar. E que orgasmo bom é aquele que é múltiplo (hauhauhua essa aí todo mundo quer descobrir). Depois disso tudo, ela volta pra casa e precisa se decidir, falta só uma semana para o casamento com o João, o que ela vai fazer?

          O livro é bom, gostei bastante da história (e bem que eu queria uma despedida de solteira dessas, anotem aí amigas), mas ODIEI, odiei com todas as minhas forças, a Amande. Mesmo que ela tivesse dúvidas quanto ao Caleb, ela nunca deveria pensar em casar com o João e continuar a levar aquela vida. E muito mais chato eram as conclusões que ela tirava do nada. As outras meninas eram bem bacanas, não fazem muita coisa no livro, mas ajudam em alguns momentos.

          Mas o Caleb, ahhhhh o Caleb, acho que me apaixonei. Amei esse homem. Ele é tudo de fofo. O cara que qualquer mulher gostaria de ter. O cara ama gatos (tipo, é a perfeição da natureza, existe?? sei lá, se achar me apresenta). Mas tipo, quase tive um infarto quando ele começou a cantar Paula Fernandes, cara, isso é muita sacanagem, ele tinha que ter um defeito. Ninguém merece. Foi a minha decepção com o personagem. Sério, choquei tanto que quase torci pra ele acabar sozinho. kkkkkk (me desculpe se você ama a Paula Fernandes, mas prefiro nem dizer o que acho das músicas dela).

          O final é bem previsível, mas adorei o final. Foi bem fofo e emocionante. Eu quase comi o livro.

Este livro faz parte do Desafio Literacional 2015. 
Tema: Ler um livro nacional que tenha alguma cena na praia.

A autora não especifica qual praia eles foram, como a autora
é de Recife, imagino que seja alguma de lá
Fernando de Noronha é citada como destino de
Lua de Mel de Amande e João

Nenhum comentário:

Postar um comentário